Página inicial do Secretaria do Estado de Educação

Governo do Pará e Seduc reafirmam o compromisso com os profissionais da educação

14/10/2020 16h53 - Autor: Vinícius Leal (Ascom/Seduc) 482 visualizações
Foto: Governo do Pará e Seduc reafirmam o compromisso com os profissionais da educação
Governo do Pará e Seduc reafirmam o compromisso com os profissionais da educação

Dia 15 de outubro é a data em que se homenageia o profissional da educação, que tem a missão de orientar e formar valores para o bem e o futuro da sociedade. Em alusão ao Dia do Professor, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), agradece e parabeniza professores e professoras da rede pública estadual, que através de todo o seu esforço e dedicação desenvolvem, diariamente, conhecimento aos cidadãos das mais diversas regiões do Pará. 

A secretária de Estado de Educação, Elieth Braga, celebra esta data de grande importância e destaca o protagonismo destes profissionais da educação, que desempenham um papel essencial na formação das pessoas. 

“Eu parabenizo e agradeço a todos os professores que, nesse período de pandemia, tiveram um protagonismo tão importante para que nós pudéssemos minimizar todas as dificuldades impostas aos nossos alunos, em razão de tudo aquilo que nós estamos vivendo em decorrência da Covid-19. Portanto, a esses profissionais a minha gratidão; gratidão em nome do Governo do Estado, por todo esse trabalho maravilhoso que está sendo desempenhado nas nossas escolas e cumprimento a todos que estão nos mais diversos locais deste estado, aos quais quero mandar um grande abraço. É importante frisar que devemos celebrar os nossos professores não apenas no dia de hoje, mas todos os dias, porque sem a figura do professor, não tem educação, não tem transformação, e ele é o principal elemento neste processo de transformação”, enfatizou.

DESAFIOS

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, vários desafios foram impostos aos professores para que pudessem promover o aprendizado aos estudantes, independentemente da modalidade de ensino. A inclusão de tecnologias e ferramentas para o desenvolvimento de atividades escolares foi de fundamental importância, para que alunos como os da 3ª série do ensino médio, que irão fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no início de 2021, não fossem prejudicados. Essa iniciativa garante a competitividade a esses estudantes, para que possam ter um bom resultado e consigam ingressar no ensino superior.

O professor Thomas Messias, que ministra a disciplina de química no ensino médio da rede estadual, afirma que, mesmo em meio à pandemia de Covid-19, é necessário incentivar os alunos a continuar os estudos, principalmente os que irão fazer o Enem e ingressar na universidade.

“Ser professor é você dar o melhor de si, todos dias, e acreditar que você pode transformar para melhorar a vida desses jovens, principalmente para os que irão fazer o Enem; dando uma perspectiva positiva para eles. Eu sempre digo para os meus alunos que eles precisam pensar igual a um próton, porque o próton na química é positivo. Eu sempre trabalho a positividade com os meus alunos, principalmente aqueles que vão fazer o Enem, porque já é tão difícil fazer a prova, por ser cansativa e exaustivo na parte mental, ainda mais neste momento pandêmico em que o psicológico vem sendo abalado, então a gente tem que trabalhar isso muito forte nos nosso alunos”, declarou o educador.

Com o intuito de melhorar os ambientes de trabalho dos professores, desde janeiro de 2019, o Governo do Pará, por meio da Seduc, vem realizando uma série de investimentos nas estruturas físicas das unidades escolares em todo estado. Até o momento, 46 escolas já foram reconstruídas e entregues e, até o final deste ano e nos próximos, outras dezenas de escolas serão reconstruídas em todo o Estado, para que dessa forma se garanta boas condições para que os educadores desempenhem suas atividades escolares e por consequência, proporcionem um ensino de qualidade aos 575 mil alunos da rede estadual.

FORMAÇÃO 

Ao longo de 2020, apesar das medidas de distanciamento e isolamento social, a Seduc tem disponibilizado cursos de formação continuada, de maneira remota, para os profissionais da educação básica da rede estadual de ensino em todo estado. A iniciativa é uma ação integrada entre o Centro de Formação de Profissionais da Educação Básica do Estado do Pará (CEFOR), Sistema Educacional Interativo (SEI), Coordenação de Tecnologia Aplicada à Educação (CTAE), Coordenação de Educação Infantil e Fundamental (CEINF), Núcleo de Esporte e Lazer (NEL) e Coordenadoria de Educação Especial (COEES), coordenações vinculadas à Secretaria Adjunta de Ensino (SAEN). 

Até o mês de setembro, os cursos ofertados já envolveram 10.785 educadores da rede pública estadual e estão estruturados em seis eixos formativos: 1) Didática e Práticas Pedagógicas na Educação Básica; 2) Alfabetização e Letramento; 3) Avaliação em Larga Escala e o Uso Pedagógico de Indicadores Educacionais; 4) Currículo e Formação de Professores; 5) Gestão Educacional; 6) Educação Digital. As capacitações com inscrições abertas estão disponíveis no site do CEFOR (http://www.seduc.pa.gov.br/certificado_cefor/) e ao final, a certificação é emitida pela própria plataforma, após a conclusão dos cursos com o fechamento das atividades avaliativas.

“Os cursos são uma oportunidade importante para os profissionais da educação básica do estado, na medida em que permitem a possibilidade de reflexão da própria prática pedagógica em seus aspectos teóricos e metodológicos, além de permitir a interação com outros educadores, criando uma grande rede colaborativa de aprendizagem e troca de experiências”, enfatiza o coordenador do CEFOR, Augusto Paes.

Em parceria com a Escola de Governança Pública do Estado do Pará (EGPA) também há cursos de Formação de Professores do Ensino Médio (Forpem), que tem como finalidade a qualificação de educadores do ensino médio nas áreas de conhecimento aplicadas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

No último ano, mais de 111 professores concluíram a capacitação, atendendo 36 escolas de ensino médio dos bairros Bengui, Cabanagem, Guamá, Jurunas e Terra Firme, em Belém; Icuí, em Ananindeua, e Nova União, em Marituba, que integram o Programa Territórios pela Paz (TerPaz). Neste, o conhecimento foi repassado nos modelos presencial e a distância.