Página inicial do Secretaria do Estado de Educação

Seduc participa de Sessão Especial na Alepa para debater a educação no Pará

11/09/2020 13h34 - Autor: Vinícius Leal (Ascom/Seduc) 1681 visualizações
Foto: Seduc participa de Sessão Especial na Alepa para debater a educação no Pará
Seduc participa de Sessão Especial na Alepa para debater a educação no Pará

Na tarde desta quinta-feira (10), a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) participou, na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), do lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Educação no Pará e de uma Sessão Especial, com objetivo de discutir medidas referentes ao calendário escolar, preparação das escolas para o possível retorno às aulas, além do ensino remoto e dos materiais disponibilizados aos alunos.

Na ocasião, a secretária de Estado de Educação, Elieth Braga, esclareceu as medidas que a Seduc tem adotado  neste momento de pandemia da Covid-19, bem como a manutenção das atividades escolares em dia, por meio de plataformas digitais, TV aberta e cadernos de atividades, para que os alunos não sejam prejudicados e, principalmente, garantir competitividade aos estudantes que vão fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2021. Também foram elencadas as ações que o Governo do Estado, através da  Secretaria de Educação, vem desenvolvendo para garantir  melhorias na estruturas físicas das unidades de ensino da rede pública e nos indicadores educacionais do estado.

De acordo com Elieth Braga, é necessário que haja uma união de todos em prol da melhoria da educação. “Não há transformação que seja feita apenas a partir da Seduc. Essa transformação é coletiva, ela é obrigação de cada um nós, é um desejo de cada um de nós, não é apenas um anseio do Governo, mas ela é uma necessidade; uma necessidade que se impõe, quer seja dos professores, quer seja do quadro técnico, quer seja da equipe de apoio. Ela é uma necessidade imperiosa, para virarmos a página, e só vamos virar a página da educação, quando todos e cada um de nós fizer a sua parte, e é isso que a Seduc vem tentando fazer desde o dia 1º de janeiro de 2019”, ressaltou a gestora, que concluiu destacando que o retorno das aulas presenciais só acontecerá com todos os protocolos sanitários necessários, “o retorno presencial só acontecerá uma vez que a Seduc garanta aos professores, alunos e a todo quadro da escola o retorno seguro, em obediência às normas e resoluções da Organização Mundial de Saúde, em respeito e obediência aquilo que o Comitê Técnico da Sespa decidiu que deveriam ser implementados. Não iremos colocar em risco a vida de quem quer que seja, porque a vida tem o valor acima de qualquer coisa”, finalizou a secretária.

O coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação Pública do Pará (Sintepp) Beto Andrade, enfatizou a importância do debate, pois possibilitou expor e discutir pautas importantes da categoria, principalmente às relacionadas ao retorno das aulas presenciais. “Nós temos uma grande preocupação com esse processo de retorno às aulas, temos colocado isso o tempo todo e durante a sessão apresentamos as demandas que nós entendemos a partir do que a ciência também diz, o que a OMS apresentou, o Ministério da Saúde, enfim, sobre condições necessárias para retorno às aulas presenciais. Portanto, nós defendemos a nossa categoria, os nossos estudantes e estamos colocando essas situações para o Governo do Estado, para que possamos dialogar sobre o retorno”, declarou.

Representantes do Ministério Público do Trabalho, da OAB Pará, da Universidade Federal do Pará, do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação Pública do Pará (Sintepp), professores da rede municipal e estadual de ensino, além de representantes da sociedade civil, também participaram do debate.